Um recifense na NASA

Ex-aluno do curso de Ciência da Computação da Universidade Católica de Pernambuco fará curso na NASA

Ex-aluno de Ciência da Computação da Universidade Católica de Pernambuco foi admitido para a próxima turma do Graduate Studies Program 2010 (GSP10) da Singularity University na Califórnia. Carlos Renato Belo Azevedo concluiu o curso da Unicap no segundo semestre de 2008 e hoje faz Mestrado em Ciência da Computação pelo Centro de Informática da Universidade Federal de Pernambuco.


A instituição fica localizada no campus Nasa Ames do Vale do Silício e funciona com o apoio de grandes empresas como Google e Nasa. Antes de ser escolhido, Carlos passou por um processo seletivo no ano passado, e foi um dos 80 selecionados dentre as 1.600 inscrições realizadas.


Os alunos terão aulas com personalidades importantes como Vint Cerf, Peter Norvig e Larry Page (CEO do Google), Dan Barry (astronauta aposentado da Nasa), Peter Diamandis (fundador da X PRIZE e empreendedor na área de exploração espacial privada). Até por conta do nível do corpo docente, o curso oferecido não será gratuito.


Carlos Renato vai estudar na Singularity University de 19 de junho a 28 de agosto, com uma condição: conseguir parcerias para financiar o projeto. Por falta de recursos, o aluno foi orientado pela própria universidade americana a procurar patrocínios. “Eles também oferecem bolsas, mas como isso não é uma garantia, me aconselharam a procurar patrocínio de empresas que se interessem pela pesquisa que será desenvolvida lá. Tenho propostas a oferecer para os interessados.”


Durante esse período, os selecionados irão desenvolver projetos (com a possibilidade de financiamento de empresas americanas) relacionados a temas como fome, pobreza, energia e meio ambiente a fim de procurar soluções tecnológicas para um desses problemas e beneficiar, em dez anos, um bilhão de pessoas. “Todo o conceito de singularidade é relativo a mudanças aceleradas que tenham ocorrido nos níveis de conhecimento humano e de tecnologia. A universidade propõe o estudo de como gerenciar essa explosão de conhecimento e de tecnologia. E aplicá-lo para solucionar os grandes desafios da humanidade.”


“A minha expectativa primeira é de conseguir esse patrocínio para depois poder trazer uma contribuição relevante para nossa região em termos de conhecimento e tecnologia. Que eu possa, a partir desse curso, investir em ideias que beneficiem a nossa comunidade”, afirmou Carlos. Duas das propostas que o estudante pretende levar daqui seriam projetos que aumentassem a empregabilidade e diminuíssem a pobreza da região. Além disso, Carlos também planeja a criação de um blog durante o período em que ficará nos Estados Unidos. “Possuo um plano de negócios, que inclui um blog no qual farei posts diários sobre as atividades e experiência de um recifense desenvolvendo projetos na Nasa e orientado por personalidades importantes do Vale do Silício. Também procuro parcerias para que isso se concretize.”


A proposta é de que seja feita uma cobertura jornalística moderna, em português, do dia a dia dos estudantes que estão participando desse programa, direto do campus da Nasa Ames, com textos, entrevistas, transcrições de conversas, fotos e conteúdo multimídia (vídeos e podcasts).


“Ao final das 10 semanas, tenho planos de estender o blog de forma permanente para cobrir temas como ciência e tecnologias emergentes (nanotecnologia, biotecnologia, inteligência artificial, robótica, etc), inovação e empreendedorismo (nas áreas tecnológicas citadas), em uma linguagem clara, precisa e acessível ao grande público no melhor estilo ‘divulgação científica’ ”, completou.



Por Luana Pimentel no DEI da UNICAP 

Na Balsa \o/\o/


0 comentários:

Postar um comentário