Resposta do Ministério da Saúde sobre a Corrente da vacina H1N1

Ontem postei sobre a "corrente" que está circulando pelos e-mails dizendo para não tomar a vacina H1N1.
Você pode ler o post AQUI, e ainda ver o próprio e-mail do qual falamos AQUI.
Expressei minha indignação sobre essa situação e meu blog foi lido por Fernanda do Ministério da Saúde e foi respondido com muita informação e esclarecimento. Por isso estou publicando a resposta para que não reste dúvidas.

_________________________

Prezados,

A Vacina é segura, e protege a população. As doses de vacina adquirida pelo Ministério da Saúde foram produzidas por três laboratórios. Não existe nenhuma substância nociva a saúde da pessoa que é vacinada. Para que vocês possam analisar melhor quais substâncias existe na vacina, preparei uma descrição dos componentes de cada vacina por fabricante.

O Ministério da Saúde desmente todos os boatos e teorias a respeito da vacina contra a Influenza H1N1

Composição da vacina de cada laboratório:

1- Sanofi Pasteur / Butantan - Sem adjuvante
Antígeno propagado em ovos, Tiomersal, cloreto de sódio, cloreto de potássio, fosfato dissódico didratado, didrogenofosfato de potássio e água para injeção.

2- GSK - Com adjuvante
Antígeno propagado em ovos, adjuvante, tiomersal, cloreto de sódio, fosfato de sódio dibásico, fosfato de potássio monobásico, cloreto de potássio monobásico, cloreto de potássio, água para injeção.

3- Novartis - Sem adjuvante
Antígeno propagado em ovos, Tiomersal, polimixina, neomicina, betapropiolactone

Informações adicionais sobre os componentes da vacina:

Ajduvante
Adjuvante é uma substância imuno-estimulante, um composto que ajuda o corpo a encontrar e reconhecer as proteínas da vacina e produzir uma resposta imune melhor, que não leva nenhum risco para saúde humana.

Timerosol
O tiomersal, derivado do mercúrio, presente como conservante nas vacinas, para evitar crescimento de bactérias e fungos, é encontrado em baixa concentração. Não existem evidências científicas de contaminação de pessoas expostas à substância. Inclusive existem outras vacinas, já conhecidas por todos, que possuem a substância: DPT (difteria, tétano e coqueluche), Tetravalente (difteria, tétano, coqueluche e meningite), febre amarela, Tríplice Viral (caxumba, rubéola e sarampo).

Esqualeno
Extraído do fígado do tubarão, o esqualeno é um supercomplemento alimentar, como o óleo de fígado de bacalhau e a emulsão de Scott. Não causa dano ao ser humano. É usado em vacinas como adjuvante, substância que estimula a resposta de imunização do organismo. Entre os adjuvantes, estão alguns sais de alumínio e emulsões (esqualeno e seus derivados).

Neomicina
A vacina produzida pelo Laboratório Sanofi-Pasteur contém a neomicina. Ela é um antibiótico indicado para infecção bacteriana provocada por estafilococos ou outros microorganismos susceptíveis a este princípio ativo. Na vacina, evita a proliferação de bactérias. Não prejudica o organismo.

A fórmula da vacina é distribuída aos laboratórios pela Organização Mundial de Saúde, Não há o que temer, a vacina é segura. Somente no Hemisfério Norte, mais de 300 milhões de pessoas foram vacinas, no Brasil já foram milhares, e não houve nenhum registro de complicação decorrente a aplicação da vacina.

Mais informações:
fernanda.scavacini@saude.gov.br

Atenciosamente,
Ministério da Saúde

 _________________________

Portanto, se receberem esse e-mail, pensem bem antes de encaminhá-lo!

Na Balsa \o/\o/

0 comentários:

Postar um comentário