BBBotswana


Um blog com um layout muito similar ao do site oficial do "Big Brother Brasil 10" ganhou popularidade na internet em apenas um dia. Criado por três amigos, o BBBotswana chamou atenção por satirizar o programa com notícias falsas.
Na página inicial, há manchetes como "Dourado tem pesadelos durante a noite e recebe conforto de Serginho" e "Ex-namorada de Michel tenta invadir a casa". Até o nome de Boninho foi trocado para Bozinho, em referência ao palhaço.
O blog é mantido por quatro pessoas --a professora de inglês Mari Monteiro, 37, o designer Rafael Gadben, 31, a empresária Meli Cavalcanti, 29, e o analista de sistemas Leonardo Cardoso, 29. O grupo se divide entre São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Itália. "Fazemos tudo remotamente, conversando pela internet", conta Meli.


O BBBotswana entrou em atividade na última quarta-feira, às 14h, mas saiu do ar após cerca de 25 minutos, por conta do grande número de acessos, e teve que mudar para outro servidor.
"A gente não imaginou o sucesso. A Tessália divulgou no Twitter dela. Foi um susto. Era pra ser uma piada", conta Meli, que diz ter usado apenas o microblog como forma de divulgação.
Mari, Meli e Rafael são também donos do blog Cartas para Bial, que há três anos discute o reality show. "Passamos 19, 20 horas assistindo. Nós tentamos fazer nossas férias coincidirem com a época do programa para nos dedicar mais", conta Meli.


Crítica
A ideia do site surgiu para discutir a edição do "BBB10". "Nada do que nós víamos no pay-per-view era mostrado na Globo, então passamos a dizer que víamos o BBBotswana e não o BBBrasil", explica Meli.
"Escolhemos [o nome] primeiro por que é com b, segundo por que é difícil pro povão escrever e terceiro por que é bem 'trash', terceiro mundo. Uma forma de escrachar o Brasil", explica. Sobre o layout ser parecido com o do site oficial, o grupo teme um processo.
"Apesar de não termos usado nenhuma logomarca da empresa, se a Globo pedir, vamos tentar mudar, pintar de verde, fazer alguma coisa diferente, mas esperamos que eles levem com bom humor".
Para Meli, o grupo que contava com Angélica, Elenita, Eliéser, Michel e Tessália --todos já eliminados do programa-- foi prejudicado pela edição.
"Quando a Lia chamou o Michel de mentiroso, a Globo editou a conversa e mostrou ele dizendo que entendia o fato de ela ter indicado a Tessália. Na verdade, ele continuou a frase, dizendo: 'eu entendo, mas não concordo'".
Segundo ela, o grupo de Dourado, Cadu e Lia, os "monsters" [referência ao apelido de Cadu no programa], foi beneficiado.
"A saída de Tessália é muito emblemática. A Globo tentou mostrá-la como jogadora, assim como o Max [vencedor do "BBB9"], que na verdade era um falso jogador, mas as pessoas a interpretaram como vilã", opina.
Procurada a Globo não se manifestou até a publicação desta reportagem.




Fonte: Folha Online


Na Balsa \o/ \o/

0 comentários:

Postar um comentário